Ganhei uma irmã

Nós duas, salto de paraglider.

Ganhei uma companheira,
Que me ajudou a sonhar mais alto.
Aprendeu também nos saltos,
Que se vive pra sonhar,
E agora segue a vida enfim realizar.

Eu ganhei uma irmã:
Nas desordens desta vida
Para ao lado dela viver.
Diversos momentos
Dos incríveis aos difíceis,
Dos mais fáceis aos mais tristes,
Mas dos quais não vamos esquecer.

Eu ganhei uma irmã:
Pra vê la crescer,
Porém propositalmente quase gêmea
O que as vezes nos fez enlouquecer.

Ela que nasceu
Logo depois do meu primeiro aniversário,
As vezes seguindo os mesmos passos,
Que até esqueço nas histórias da infância
Com qual das duas foi o fato.

Ela que compartilhou comigo:
Pai, mãe,
Infância, adolescência,
Escola, amigos,
E segredos escondidos.

Tenho uma irmã,
Que mesmo distante se faz presente.
O nosso elo é persistente
Que não há mais de separar.
E o que mais quero nessa vida,
É vê la os sonhos alcançar.

Publicado por Clarice

Paulistana, que adora ficar em casa, masss me chama pra dançar, cantar, ler, estudar, ou ter uma conversa longa sobre a vida, sobre justiças e injustiças, sobre o mundo. E que agora depois dos 30 quer voltar a escrever.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: