Difícil descrever

Foto: Rio de Janeiro – Abril 2017

É sempre difícil colocar a vida em palavras:
O que se vive e se sente,
Tem um gosto tão particular,
Tem anseios específicos, um tanto diferente,
E vontades sem explicar!

É difícil descrever,
A plenitude por exemplo:
Não é um êxtase de felicidade,
E sim, a tranquilidade da paz.
Que mesmo em um mundo barulhento,
A mente um pouco bagunçada
É possível ter a sensação,
De se sentir reconectada.
Saber que aqui é o agora, é o certo.
Nem sempre dura muito,
Mas é reconfortante, e acalenta a alma.

É difícil descrever,
Como as pequenas coisas da vida surpreendem.
E como é possível reparar nas mesmas coisas diariamente?
Reparar no pôr do sol,
No barulho das ondas do mar,
Ou na alegria de poder dançar.
São pequenas satisfações que aliviam a mente,
E então nós desconecta por alguns segundos,
Trazendo inspiração para seguir em frente.

Publicado por Clarice

Paulistana, que adora ficar em casa, masss me chama pra dançar, cantar, ler, estudar, ou ter uma conversa longa sobre a vida, sobre justiças e injustiças, sobre o mundo. E que agora depois dos 30 quer voltar a escrever.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

<span>%d</span> blogueiros gostam disto: